O corpo humano tem em média 70% de seu peso formado por água. Essa porcentagem pode variar conforme a quantidade de gordura do corpo. Quanto maior a quantidade de gordura, menor a quantidade de água. Em geral, eliminamos cerca de 2,5 litros de água por dia através das fezes, do suor, da urina, etc. É claro, portanto, que o desempenho das funções normais do corpo necessita de uma certa quantidade de água e de eletrólitos. A desidratação ocorre quando a relação entre a ingestão e a eliminação de água fica desequilibrada. Ou seja, se gastamos grande quantidade do líquido, essa reposição deverá ser proporcional.

No verão a desidratação é mais comum pelo aumento do suor provocado pelo calor, além da maior incidência de diarreia provocada por infecções gastrointestinais.

hidratacao_aguaÉ importante identificar os sintomas de uma desidratação leve e a desidratação grave. Veja no quadro ao lado os principais sintomas relacionados a casos leves e severos de desidratação. Para prevenir ou para tratar a desidratação siga estes passos:

  1. Beba quantidades generosas de água, sempre. A recomendação em dias quentes é de cerca de dois litros por dia.
  2. Não se esqueça de tomar água ou água de coco quando for praticar exercícios físicos leves ou intensos.
  3. Lave e armazene os alimentos de forma adequada para evitar contaminação, vômitos e diarreias.
  4. Evite expor-se ao sol em horários em que os raios ultravioletas estão mais fortes. Das 10 horas da manhã às 15 horas da tarde.
  5. Vista roupas leves.
  6. Em caso inicial de desidratação, o soro caseiro pode ser utilizado.
  7. Se mesmo tomando as devidas providências o quadro não melhorar, o serviço médico deverá ser procurado para que medidas maiores sejam tomadas.

 

Imagem: William Moraes
Fonte: Revista Vida e Saúde – Fevereiro de 2010.