A combinação das variações de temperatura e a redução da umidade do ar podem ocasionar problemas nas vias respiratórias. Por isso, é importante hidratar a região por dois motivos: para amenizar o desconforto e diminuir as chances de contrair infecções como é o caso da gripe, infecção do sistema respiratório cuja principal complicação é a pneumonia, responsável por um grande número de internações hospitalares. A gripe tem início com uma febre alta, em geral acima de 38°C, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse seca.

Quando a gripe é acompanhada de ressecamento nasal, a probabilidade de o aumento das chances de fungos e poluentes entrarem no organismo é maior provocando alergias e infecções como, por exemplo, o resfriado. Trata-se de uma infecção viral do trato respiratório superior, que afeta principalmente o nariz e a garganta. Doença mais comum existente, o resfriado contribui com as alergias e que pode ser agravada com o uso prolongado do ar-condicionado que reduz a umidade do ar, ressecando ainda mais as vias respiratórias.

Tanto para crianças como adultos, a recomendação para evitar a gripe e os resfriados é higienizar o nariz duas vezes ao dia com solução fisiológica, pois ela é isenta de cloro e outros agentes irritantes. Para facilitar a aplicação, o produto pode ser encontrado no formato de spray nasal.

 

Imagem: Aleutie / Fotolia
Fonte: tinocomunicacao.com.br / com informações de Maura Naves, otorrinolaringologista do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP).