A correria e os afazeres do dia a dia obrigam as pessoas a ignorar uma série de atividades que são cruciais. Até mesmo ir ao banheiro acaba ficando em segundo plano. Saiba que isso pode ser perigoso! A prática de segurar o “xixi” pode ser um facilitador de problemas no trato urinário.

Não há como estipular um tempo máximo de intervalo entre uma micção e outra, pois tudo depende de muitos fatores, como o estado de hidratação do corpo, consumo de líquidos, etc.

Por causa do pouco tempo disponível para as trocas de aulas ou para não deixar a turma desassistida, o professor muitas vezes deixa de ir ao banheiro com a frequência necessária, o que pode ocasionar problemas comuns como, por exemplo, a infecção urinária.

A urina serve para limpar a uretra, em que se acumulam bactérias, e evita possíveis infecções. Portanto, quanto maior o tempo que uma pessoa fica sem ir ao banheiro, maior é o risco de desenvolver doenças. O organismo humano precisa, em média, de 2 litros de água por dia. Quem trabalha usando a voz como seu principal instrumento, como é o caso do professor , costuma beber muita água na tentativa de preservar a garganta, o que aumenta a necessidade de urinar.

Visto que nossa bexiga é um músculo com capacidade de se distender à medida que enche, o acúmulo de líquido dentro da bexiga por muito tempo pode provocar uma distensão exagerada (hiperdistensão). Isso faz com que, na próxima micção, a bexiga não relaxe completamente, e um pouco de urina permaneça como resíduo. Quando esse resíduo é maior do que 40 mL, aumenta a incidência de infecções urinárias e cálculos na bexiga.

Há também a presença de bactérias em toda superfície corporal. Algumas delas podem entrar pelo canal uretral e provocar infecções, quanto maior for o intervalo entre uma micção e outra.

Em alguns casos extremos, professores homens com problemas na próstata, quando passam muito tempo sem urinar, podem apresentar dificuldade para iniciar a micção após grandes intervalos. Algumas vezes, pode ocorrer até mesmo a retenção completa de urina, quando se faz necessário passar uma sonda vesical.

Portanto, para manter uma boa saúde renal é importante a ingestão adequada de líquidos – cerca de 2 litros por dia – e micções regulares em torno de 6 a 8 vezes ao dia, com intervalo de 3 a 4 horas. É importante lembrar que durante a noite esse intervalo pode ser maior.

Por isso, respeite a vontade fisiológica de urinar!

 

Fonte: Revista CPB Educacional – 2º semestre 2016.
Imagem: Fotomek/Fotolia