Pirâmide alimentar ou nutricional representa uma alimentação saudável e preventiva. Na base, estão indicados os alimentos que devem ser consumidos em maior quantidade e, no topo, os que devem ser usados com moderação ou evitados.

A pirâmide alimentar brasileira, criada em 1996 por pesquisadores da Universidade de São Paulo, vem sofrendo mudanças em busca de uma dieta saudável e adequada à população brasileira.

A Escola de Medicina de Harvard (EUA), no início de 2005, propôs uma pirâmide alimentar. De acordo com essa proposta, deve se consumir grãos integrais em maior quantidade e reduzir o consumo de arroz, batata e macarrão.

Leite e seus derivados também sofreram restri­ções. Verduras, legumes e frutas ocupam maior espaço. Exercícios físicos são incorporados com grande destaque. A proposta da Harvard influen­ciou mudanças em outras pirâmides.

Walter C. Willett faz a proposta da pirâmide funcional, que inclui outras preocupações além da nutrição, como a diminuição de colesterol sanguíneo, a prevenção do desenvolvimento de cânceres, etc.

PIRÂMIDE ALIMENTAR FUNCIONAL – CONCEITO DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

1 – Água e exercícios físicos – Beba bastante água. Faça atividade física por 30 minutos, pelo menos três vezes por semana. A atividade física está na base; sem ela nenhuma alimentação é totalmente efetiva na prevenção de doenças.
2a – Cereais integrais – Dê preferência aos integrais ricos em fibras (arroz, pães, bolachas e massas integrais). Evite as “versões refinadas”.
2b – Azeite e óleos vegetais – Devem ser consumidos na maioria das refeições (canola, soja, milho, girassol, entre outras). São ricos em gorduras poli-insaturadas.
3a – Verduras e vegetais – Coma vegetais de todos os tipos e cores, porque contêm substâncias nutritivas complementares.
3b – Frutas – Consuma frutas variadas, como laranja, manga, maçã, banana, pêssego, uva, abacaxi, entre outras.Verduras, legumes e frutas são fontes de fibras, sais minerais, vitaminas e outras fitossubstâncias com potencial de prevenção de doenças.
4 – Leguminosas, legumes e oleaginosas – Consuma nozes, castanhas, amendoins e amêndoas como fontes preferenciais para obtenção de gordura. São também fontes de proteína, vitaminas e sais minerais.
5 – Peixes, ovos e aves – Retire, sempre que possível, as gorduras aparentes. São alimentos ricos em proteínas e gorduras.
6 – Leite e laticínios – Prefira leite, iogurte e laticínios com baixo (ou nenhum) teor de gorduras. Consuma-os moderadamente.
7a – Carnes vermelhas e manteiga – Consuma-os em pequena quantidade, porque podem ser “vilões” da saúde.
7b – Doces, refinados, batata frita e refrigerante – Cuidado com alimentos industrializados: bombons, sorvetes, doces, alimentos com farinha refinada, etc. São ricos em calorias e têm poucos nutrientes.

 

Fonte: Ciências Interativa 8º ano.