Que a escola é local de produção de conhecimentos e relacionamentos não é novidade para ninguém. Contudo, não é somente isso! As instituições de educação possuem o dever de produzir em seus alunos o conhecimento histórico e cultural, expandir seus conhecimentos naquilo que é produzido historicamente pela humanidade.

Pensando na educação infantil, os professores necessitam estar familiarizados com a forma de desenvolvimento e as diversas formas de aprendizagem das crianças que estão nesta primeira e tão importante etapa da educação escolar, adaptando quando necessário os conteúdos conforme às características da aprendizagem. Não esquecendo que se faz necessário a análise do grupo que se irá trabalhar, identificando suas características e especificidades, de forma a tornar estes conteúdos prazerosos e instigantes.

Tendo esta compreensão, os professores podem iniciar a aula sobre “Patrimônio Escolar”. Mas como se trabalhar este tema tão vasto com crianças tão pequenas?

1º passo – Objetivo: Ter sempre um objetivo destacando a importância de se preservar, cuidar, recordar e registrar a história (para este registro existem diferentes formas de fazê-lo: desenho, foto, modelagem, pintura e muitas outras).

2° passo – Introdução: Uma introdução bem preparada faz toda a diferença para despertar o interesse das crianças pelo assunto a ser trabalhado. No caso do Patrimônio Escolar, pode-se ler o livro “Caixinha de guardar o tempo” da autora Alessandra Roscoe da Editora Gaivota no qual destaca que é possível resgatar aquilo que já passou, guardando as lembranças dos momentos que foram.

3º passo – Reflexão: Levar as crianças a refletirem situações que já passaram e gostariam de nunca esquecer. O professor deve levar sua caixa de lembranças, apresentar para a turma e construir uma caixa de lembranças com cada aluno.

4º passo – Participação da família: A criança leva a caixa de lembranças para casa e por uma semana (séries maiores necessitam mais tempo), com a ajuda dos familiares, registrará momentos importantes e colocará as lembranças na caixa para apresentar à turma na semana seguinte.

5º passo – Apresentação e link com Patrimônio Escolar: Neste momento as crianças apresentam suas lembranças, comentam, discutem entre si sobre as experiências uns dos outros e, após este momento, o professor comenta que essas lembranças acabaram de se tornar um patrimônio pessoal e individual. Após esta etapa, apresentar um vídeo mostrando lembranças da escola no decorrer de sua existência, levando as crianças através de pistas a perceberem que aquilo que está aparecendo no vídeo é a escola em que estudam.

6º passo – Amarrando as ideias: Mostrar às crianças que a escola também tem uma história e que elas fazem parte. Explicar que o cuidado é importante para a continuação desta história, para isso, propor a confecção da caixa de lembranças da escola na qual pode ser posto fotos do início, dos diretores e funcionários que já passaram e muitas outras ideias… não esquecendo que o registro de cada criança deve ser posto nesta caixa e levado para a biblioteca como patrimônio da mesma.

 

 

 

Imagem: Noorhaswan/Fotolia