O pediatra Dr. Sérgio Spalter diz que crianças precisam se sentir seguras, confiantes e acolhidas. Mas, em vários momentos da vida, não damos isso para elas, por causa de brigas do casal, nascimento de um irmão, ocupações, etc. A criança sente falta de aconchego, não sabe lidar com isso racionalmente, daí tende a manifestar essa falta com agitação, rebeldia ou adoece fisicamente sem causa, etc. Diante desse comportamento, os pais ficam nervosos e ainda mais estressados. Isso causa irritação na criança e assim o ciclo vicioso se completa.

Veja a seguir sugestões para saber lidar com as crianças diante desse comportamento:

  1. Acolha a criança, reservando um tempo diário, se possível, para ela.
  2. Valorize as conquistas dela, mesmo que pequenas demais segundo sua avaliação.
  3. Tenha regras claras em casa, para organizar a disciplina. Explique o que pode e o que não pode ser feito. Estabeleça os limites.
  4. Não se irrite quando a criança quebrar uma regra, gritando com ela. Não fale 10 vezes que ela errou. Não seja cínico para com ela. Aplique a regra, sem ficar nervoso e sem cara fechada.
  5. Se ela quebrar de novo a regra, aplique a disciplina previamente combinada.
  6. Depois da disciplina, não fique emburrado com a criança. Ao ser multado, por exemplo, por alta velocidade, ninguém fica emburrado com a gente o dia todo. Pagamos a multa e pronto.
  7. Elogie muito a criança agitada quando ela fizer qualquer coisa certa.
  8. Evite encher sua casa com muitos bibelôs, porcelanas, vasos de vidro, pois crianças hiperativas têm dificuldade com coordenação motora.
  9. Na sala de aula, a criança hiperativa deve se sentar longe da janela, de preferência na primeira fileira, para diminuir as distrações.

 

Fontes: Revista Vida e Saúde – Maio 2011
The Lancet. v. 370, n. 9598. p. 1560-1567. 3 nov. 2007. Disponível em: drsergiospalter.blogspot.com/2008/02/