Uma vez conversando com meu pai logo depois de ter minha primeira filha, bem naquele momento em que há uma mistura de alegrias e incertezas, perguntei ao meu pai o que ele sentiu a primeira vez que me viu. E, ele me respondeu:

– Filha, eu fiquei muito emocionado, feliz e muito inseguro também. A única coisa que consegui fazer naquele momento foi pedir a Deus que me desse sabedoria para poder suprir todas as suas necessidades…

Nossa conversa naquele dia foi longe tentando encontrar respostas para muitos questionamentos… Mas entendi e aprendi com ele que se dedicar a um filho é assumir a responsabilidade e se entregar de coração, é se alegrar com suas conquistas, é chorar nas despedidas, ensinar sobre a vida, é ajudar quando precisa, é ser amigo, brincalhão, é proteger, sorrir, cuidar, abraçar, estar presente, participar, ser firme, dar broncas… Enfim, é simplesmente AMAR!!!

De maneira especial agradeço pelos ensinamentos e cuidados de meu pai e desejo que todos os pais possam se orgulhar da responsabilidade que lhes foi confiada e saber que não há sensação melhor do que receber o carinho de um filho.

Feliz dia dos Pais!