Criatividade. Torne o namoro criativo. Que seja um tempo de regozijo autêntico – não só para você, mas para aqueles que lhe desejam bem. Não permita que a relação degenere em rotina. Planeje atividades que ambos possam apreciar. Trabalhar num projeto de igreja ou de comunidade, fazer exercícios, cozinhar (limpando depois!), fazer acampamento e atividades semelhantes não custam muito dinheiro, mas proveem muita oportunidade para divertimento e de estarem juntos. Cultive um passatempo do qual possam participar juntos – fotografia, música, leitura, velejar, colecionar. A troca de ideias sobre tais coisas como planos futuros, notícias atuais, esportes, atividades de igreja ajuda a estabelecer relações sadias e respeito pelas opiniões um do outro.

Sinceridade. Sem absoluta sinceridade nenhum namoro pode sobreviver. Sinceridade requer que cada um seja verdadeiro para consigo e para com o outro.

Respeito. Um namoro bem sucedido requer consideração pela outra pessoa – seus sentimentos, preferências, ideias, família e amigos. Um casal cristão não pode admitir nenhum comportamento descuidado que possa produzir culpa e vergonha. Precisam reconhecer que o sexo torna-se fonte de alegria e realização somente dentro dos limites do casamento.

 

Conheça o livro De bem com você.

 

Autoria: Adolfo Semo Suárez, Marcos De Benedicto, Rodrigo Pereira da Silva
Fonte: Sistema Inter@tivo de Ensino – Ensino Religioso Fasc. 8
Imagem: Fotomek / Fotolia