Tudo começou em 1810, quando Dom João VI trouxe de “presente” para o Brasil o acervo de 60 mil peças compostas por livros e documentos vindos da Real Biblioteca de Ajuda, Lisboa. Até 1814 apenas estudiosos podiam consultar a biblioteca e, mesmo assim, mediante autorização régia. Depois dessa data, o acesso foi liberado ao público.

Veja mais curiosidades sobre a nossa Biblioteca Nacional:

  • Seu primeiro nome foi Real Biblioteca, depois Biblioteca Imperial e Pública da Corte. Desde 1876 chama-se Biblioteca Nacional.
  • Todo o acervo proveniente de Portugal veio em três etapas: uma parte em 1810 e as outras duas em 1811.
  • A biblioteca foi acomodada, inicialmente, nas salas do andar superior do Hospital da Ordem Terceira do Carmo
  • Após a independência do Brasil em 1822, a então chamada Real Biblioteca foi comprada e passou a ser propriedade do Império do Brasil, pois sua compra consta da Convenção Adicional ao Tratado de Amizade e Aliança firmado entre Brasil e Portugal, em 29 de agosto de 1825.
  • Seu prédio atual teve sua pedra fundamental lançada em 15 de agosto de 1905, durante o governo de Rodrigues Alves. A inauguração se realizou em 29 de outubro de 1910, durante o governo Nilo Peçanha.
  • A Biblioteca Nacional do Brasil é considerada pela UNESCO como a oitava maior biblioteca nacional do mundo e a maior da América Latina.

Agora que você conhece a origem do Dia do Dia Nacional do Livro (29 de outubro), que tal escolher um ótimo livro para ler? Confira algumas sugestões.

 

Imagem: Connel design / Fotolia