Uma das maiores necessidades básicas dos seres humanos é a de se relacionar. Nesse âmbito, uma das suas maiores expectativas é ser ouvido e acolhido de modo ativo, honesto, sincero e genuíno. Se tivermos quem nos escute e acolha com honestidade, isso nos proporcionará estabilidade e equilíbrio emocional, paz de espírito, segurança e alegria de viver. Podemos imaginar, então, como é de grande valor ser alguém assim, capaz de proporcionar tudo isso… A escola precisa ser um lugar onde isso ocorra e seja ensinado.

Sem dúvida, o início da conquista da família como cliente está numa escola com ótimo nível de ensino e bons professores; organizada, bem conservada, limpa e em ordem; onde toda a equipe esteja bem treinada, com boa aparência e uniformizada, plenamente capaz de transmitir interesse, carinho, cuidado e atenção pelas pessoas que estão no seu meio. Entretanto, começar uma entrevista com uma família com a pergunta: “Como podemos ajudá-la?”, e deixá-la falar sobre suas ansiedades, preocupações, problemas ou expectativas, ouvindo-a como descrito inicialmente, é a garantia do início da formação de fortes e duradouros laços e vínculos entre ela e a escola, conferindo-lhe o devido conteúdo. Estabelece-se um ambiente ou clima de confiança e segurança para a família e ela verá a escola como sua aliada, como alguém imprescindível e capaz para cuidar dos seus filhos (o que de mais precioso possuem), desejando entregá-los aos cuidados dessa escola.

Essa postura de escuta genuína e honesta não deve acabar no primeiro ou segundo contato entre a família e a escola, mas continuar o tempo todo e por todos os seus funcionários e professores. O saber ouvir de um monitor quando o pai no portão lhe faz algum comentário ou reclamação aliado a uma rápida e acertada solução do problema ou seu encaminhamento aumenta a confiança da família no trabalho da escola. O saber ouvir da primeira pessoa que atende a uma ligação telefônica, conseguindo distinguir pelo tom da conversa o que a família realmente precisa e ser capaz de rapidamente colocá-la diante do que poderá resolver sua necessidade, certamente a encantará. Quando os pais percebem que seu filho teve um problema na escola e ele foi ouvido e o seu problema resolvido, ele se sente muito mais tranqüilo.

Cada momento em que a família entra em contato com a escola é uma oportunidade de encantá-la. Ela deve ser encorajada a manifestar seus problemas, inquietações ou perplexidades enquanto estes ainda são pequenos, porque pequenas coisas são muito mais rápidas e facilmente resolvidas do que as grandes, aumentando ainda mais a possibilidade da escola agir acertadamente e encantá-la. O desejo por parte de toda a equipe escolar de fazer com que os problemas sejam identificados e resolvidos enquanto ainda pequenos lhes confere um alto grau de qualidade de trabalho, o que se evidencia por um ambiente escolar onde a tensão entre as pessoas seja mínima, o clima organizacional seja bom, o nível de confiança entre as pessoas seja alto e quando a família entra na escola, ela percebe um ambiente acolhedor, gostoso, amistoso e de paz.

Uma escola que possui uma equipe onde seus componentes tenham a habilidade de escutar honesta e genuinamente, demonstra ter pessoas maduras e estáveis emocionalmente, não importando a sua idade, capazes de dar o devido suporte àqueles com quem se relacionam. O mundo de hoje está muito instável e volátil porque as famílias estão assim. Num mundo como esse poder encontrar uma escola com profissionais como esses, é mais do que as famílias imaginam poder esperar. Elas realmente ficarão encantadas.

 

 


Imagem: Graphiste-J / Fotolia