Você pode ser um ótimo estudante e estar preparado, mas o nervosismo diante da redação sempre pode aparecer, pois a proposta pode ser algo inesperado. Pensando nisso, apresentamos uma lista com seis sugestões para você ficar tranquilo na hora da prova:

1º LER A PROPOSTA

Esse primeiro aspecto é essencial, pois não será através de apenas uma leitura que você conseguirá extrair todas as orientações e especificações que a prova lhe apresenta. Portanto, leia a proposta de redação e preste muita atenção ao gênero solicitado, ao número de linhas e aos materiais que são oferecidos e que poderão ser utilizados.

É comum candidatos perderem pontos por não terem compreendido a proposta de redação – consequência da falta de leitura –, pois para não repetir informações já dadas no texto, ou apresentá-las de forma equivocada e garantir com isso uma boa nota, comece com a leitura atenta da proposta de redação.

2º DEFININDO A TESE

Se a sua proposta de redação pede uma dissertação, então seu segundo passo para evitar o nervosismo é criar uma tese, ou seja, determinar qual será o foco do texto. Para isso você escolherá quais aspectos deve abordar e, em seguida, formule sua tese, pois você irá defendê-la ao longo de sua redação.

3º ORGANIZAÇÃO DE IDEIAS

Com os passos 1 e 2 realizados, chegou a hora de você organizar suas ideias. Para fazer isso, existem inúmeras maneiras. Você pode fazer em forma de esquema, anotar palavras-chave, escrever as frases principais ou até mesmo um rascunho de todo o texto. Mas, o principal é ter bem claro que mesmo que suas ideias iniciais sejam muito boas, ao longo do processo podem aparecer outras ideias. Portanto, não seja intransigente, busque um texto mais coeso e que leve seu leitor a compreensão completa de seu texto. Não esquecendo que é só através da prática que você vai identificar a melhor maneira de expor suas ideias.

4º SELECIONAR ARGUMENTOS

Você já leu a proposta, já construiu a sua tese e organizou suas ideias. E agora? O que você acha que está faltando? A parte que é indispensável em qualquer redação: os argumentos. Por isso, escolha um número reduzido de argumentos para que você consiga desenvolvê-los da melhor forma e que eles possam ser bem embasados. Dessa maneira, sua estratégia será mais adequada do que apresentar vários argumentos superficiais.

Uma sugestão é a seleção de dois a três argumentos, assim, você poderá desenvolvê-los individualmente em cada parágrafo. Lembre-se: seus argumentos devem estar de acordo com a tese que você desenvolveu e que esses dois ou três argumentos devem ser coerentes entre si e levarem seu leitor a ter um raciocínio coeso.

5º ESTRUTURAR O TEXTO

Chegou a hora de montar o seu texto. A estrutura você já conhece, é a mesma de sempre: introdução, desenvolvimento e conclusão.
Mas apenas para relembrar, na introdução você apresentará rapidamente sua linha de raciocínio, ou seja, vá direto ao assunto sobre o que falará e qual a tese que você pretende defender.

No desenvolvimento, como você bem sabe, é a vez dos argumentos serem expostos de forma clara e consistente. É nesse momento que você defenderá sua tese, por isso, sugerimos novamente que utilize um parágrafo para desenvolver cada argumento.
E por fim, mas não menos importante, a conclusão, em que você retomará as ideias que foram expostas na introdução, juntamente com os argumentos que foram expostos no desenvolvimento, confirmando, assim, a sua tese. Evite apresentar mais argumentos na conclusão, pois a ideia é que seu leitor termine seu texto com o pensamento de que você apresentou todas as informações que eram pertinentes na sua redação.

6º REVISÃO

Bem, agora que você concluiu a sua redação, não se esqueça de revisá-la antes de passar a limpo. Leia com calma, reveja a linguagem e cuide com a ortografia. Na dúvida, substitua a palavra por um sinônimo equivalente. Veja os argumentos escolhidos e desenvolvidos e analise se há uma coerência entre eles. Seja crítico sobre seu texto e se puder, corrija os problemas que existir.

Atenção: Não esqueça que fórmulas mágicas não existem, mas o que pudermos fazer para ajudá-lo nesse momento será feito. E lembre-se: você trabalhou muito para chegar nesse nível, portanto, não desista!

 

 

Imagem: Teracreonte / Fotolia