A realidade da família moderna é bem diferente da de outros tempos. No passado, trabalhar para prover a manutenção da família, era dever do homem. Hoje, tanto o homem quanto a mulher necessitam trabalhar para atender as necessidades da família. E ainda com a realidade do divórcio, a educação e a manutenção dos filhos terminam recaindo somente sobre um dos pais, que tem que se desdobrar entre o trabalho para prover o sustento e ainda dedicar tempo para acompanhar e educar os filhos.

Diante da realidade dos tempos atuais, infelizmente não é muito raro vermos a educação dos filhos ser negligenciada e pais transferindo suas obrigações na educação para as escolas. O primeiro dever na educação dos filhos é dos pais, a escola deve complementar e dar continuidade à educação do lar.

Os pais possuem as grandiosas e importantes tarefas de manter, orientar, educar, ensinar valores e moldar o caráter de seus filhos. Tais tarefas não podem ser delegadas. Somente os pais podem realizá-las com muita dedicação, amor e carinho. Mesmo em face da correria do dia a dia, da escassez de tempo, os pais precisam dedicar um tempo especial aos seus filhos. Necessitam acompanhar o desenvolvimento escolar de seus filhos, precisam supervisioná-los e orientá-los na realização das tarefas escolares que levam para fazer em casa.

Por que tarefa de casa?

A tarefa de casa, além de criar hábitos de estudo, tem a finalidade de abordar conteúdos importantes relacionados ao trabalho desenvolvido em sala de aula, complementa a aula dada, provoca reflexões sobre determinados assuntos e prepara o aluno para a aula do dia seguinte.

É muito importante que a criança tenha horário determinado para a execução da tarefa, onde as pessoas da casa tenham também outras coisas a fazer, para servir de exemplo para a criança. Os pais podem dizer: “enquanto você faz a sua tarefa, eu faço a minha”.

Se a criança tiver alguma dificuldade para realizar a tarefa, os pais devem ensiná-la, orientá-la, porém nunca fazer a tarefa por ela.  Devem também evitar estar todo tempo ao lado dos filhos durante a realização da atividade.

Em função da distância entre pais e filhos que os compromissos modernos impõem, é natural que as crianças queiram ter os pais ao seu lado na hora de realizar as tarefas. No momento da realização das tarefas, algumas crianças encontram algumas dificuldades, choram, ficam nervosas e inseguras, tudo isso é normal. Serão de extrema importância a compreensão, paciência e apoio dos pais.

Nestes momentos de dificuldades, a presença dos pais junto ao filho é salutar e dará segurança. Porém, os pais não podem deixar-se manipular pelos filhos de tal forma que sempre tenham que estar ao lado deles no momento da realização das tarefas de casa. Precisam desenvolver a independência dos filhos, sob pena de graves consequências futuras de ter um filho sem iniciativa, dependente, inseguro, angustiado e medroso.

Deve ser ressaltado que na escola a criança faz sozinha suas tarefas. Com as explicações dadas pelos professores na sala de aula e as orientações sobre as fontes de pesquisa, os alunos têm condições de fazer as tarefas de casa também.

Os pais podem mostrar para os filhos que a tarefa de casa é como qualquer outra tarefa que ele realiza sozinho, como guardar seus brinquedos, arrumar a bagunça que fez, etc. Desta forma, o medo será dissipado e os filhos encararão o dever de casa como mais uma tarefa que eles têm condições de realizar.

Sugestões que podem ajudar os pais no momento de acompanhar seus filhos nas tarefas:

1. Desenvolver responsabilidade

A criança precisa de certa autonomia para desenvolver responsabilidade. Não faça tudo por ela. Não fale por ela. Incentive a comunicação da criança com os professores.

2. Conversar

Antes de cobrar o cumprimento das tarefas, converse com a criança para saber se ela está sentindo alguma dificuldade.

3. Organizar o espaço

É importante que a criança tenha um espaço próprio para estudar, com seus materiais, livros, revistas, tesoura, cola, lápis, borracha, etc. A organização externa ajuda a organização interna. Caso não seja possível um espaço exclusivo para o estudo com mesa de estudo e computador, a sugestão é organizar um “cantinho” onde todo o material fique disponível, de preferência próximo ao local onde o estudante realiza as tarefas. Atenção! O local de estudo nunca deve ser uma cama ou um sofá.

4. Limitar o tempo

Assim como a organização do espaço, a criança precisa ter seus horários organizados. Cabe aos pais combinar os horários para estudar e horários para brincar. Se possível, manter sempre o mesmo período do dia para a realização das tarefas escolares. Isto é fundamental para que se estabeleça uma rotina de estudos. As crianças e os adolescentes (muitos adultos também) têm dificuldade em organizar o tempo. Se deixar por conta deles, possivelmente não conseguirão administrar a TV, as brincadeiras, o computador, as atividades extras e o dever de casa. Reclamar no final do dia não fará com que eles no dia seguinte utilizem o tempo da maneira correta. É preciso estabelecer horários e fazer o devido acompanhamento. É preciso aprender a administrar o tempo. É importante que os horários de início e final do estudo sejam bem definidos. Se o tempo não for delimitado, pode acontecer de o estudante estender-se muito na tarefa, e nem sempre em trabalho produtivo, o que na prática criará novamente dificuldades de organização do tempo. Havendo planejamento, persistência na administração do tempo, aos poucos o estudante conseguirá concluir as tarefas no tempo delimitado.

5. Verificar o nível de dificuldade

A tarefa de casa é uma tarefa do aluno e não dos pais. Muitos pais, ao perceber a dificuldade de seu filho, com o intuito de ajudá-los, ou para não serem cobrados pela escola, acabam fazendo as tarefas pelo próprio filho. Fazer a tarefa pela criança a torna dependente, insegura e não a ajuda na escola, ao contrário, atrapalha o seu aprendizado. Caso os professores não percebam que os pais fizeram o trabalho, acreditarão que o aluno está entendendo a matéria e seguirão adiante. Se um estudante não está conseguindo fazer sozinho as atividades, o melhor é procurar os professores e conversar, estabelecer juntos estratégias para que o aluno possa alcançar seus objetivos. Sempre que possível, retome com a criança a matéria que foi dada em sala de aula, com o tempo, isso se tornará um hábito, e a criança fará em casa diariamente a revisão das matérias do dia.

6. Incentivar o hábito de leitura

Hábito de leitura é fundamental para a tarefa de casa, para o sucesso escolar e para o futuro profissional do estudante. É difícil a criança desenvolver o hábito de leitura se não tiver exemplo de leitura em casa. Os pais ensinam mais através dos atos do que por palavras. O hábito de leitura, além de ampliar o conhecimento, a cultura, amplia também o vocabulário, facilita na interpretação de textos, o aluno passa a ter mais facilidade no aprendizado, inclusive ao fazer os deveres de casa. Assine um jornal, uma revista; vá a livrarias, bibliotecas. Investir em livros, em educação não é gasto, é investimento no futuro de seus filhos.

 

Imagem: Fotolia