Justificativa

Vive-se a era da sociedade tecnológica, propiciada pelo avanço científico como um meio para suprir as necessidades humanas.
Em todos os setores da vida, a tecnologia sempre esteve presente no seu aspecto mais amplo: em casa, nos brinquedos, nos meios de comunicação, na escola, nos esportes mais radicais, nas indústrias, enfim, por toda parte.

A tecnologia fascina o ser humano moderno, inclusive as crianças. O novo é sempre atraente. Aguça a curiosidade, traz recursos e ao mesmo tempo desafios a serem vencidos.

Não podemos nos colocar à margem dessa evolução desenfreada. É necessário compreender que a tecnologia é o resultado da produção científica e do conhecimento, que traz contribuição ao ser humano, na mesma medida em que lhe traz compromisso.
Os recursos e desafios trazidos pela tecnologia convocam a escola a refletir sobre o porquê desses recursos e suas implicações.
Para que haja uma melhor reflexão desse tema tão atual, propomos aos alunos do fundamental I um estudo sobre a tecnologia, sua utilidade e evolução, distinguindo uso correto e necessário daqueles prejudiciais ao equilíbrio da natureza e ao ser humano.

2. Objetivos gerais

Dar oportunidade ao aluno de reflexão e compreensão dos recursos tecnológicos como meio para suprir necessidades humanas, distinguindo usos corretos e necessários daqueles prejudiciais ao equilíbrio da natureza e próprio ser humano.

Específicos

De vida cotidiana

– Observar os produtos que facilitam a nossa vida e perceber a sua evolução.
– Fazer uso correto de materiais prejudiciais à natureza.

De empreendimentos

– Coletar materiais que representam as técnicas utilizadas no passado.
– Entrevistar pessoas que utilizaram essas técnicas e apresentá-las.
– Coletar materiais que representam a tecnologia moderna e comparar com os obsoletos.
– Pesquisar sobre os avanços da era tecnológica.
– Fazer um debate sobre as utilidades, prejuízos e avaliar a ética da utilização desses recursos desde o início do desenvolvimento tecnológico.
– Construir seu próprio invento com base em necessidades atuais.
– Expor materiais coletados e produzidos pela classe.
– Entrevistar um engenheiro da central elétrica para falar sobre a crise de energia versus a influência do avanço tecnológico.

3. Interdisciplinaridade

Ciências Naturais

– Reconhecer e nomear as fontes de energia que são utilizadas por equipamentos ou que são produtos de suas transformações.
– Caracterizar o desenvolvimento tecnológico como produto do conhecimento científico a serviço da melhoria da qualidade de vida dos seres humanos.
– Saber que o desenvolvimento do conhecimento científico nem sempre é usado para benefício dos seres humanos.
– Reconhecer que as investigações científicas são desenvolvidas por equipes, estando apoiadas em trabalhos anteriores.

Língua Portuguesa

a) Leitura de textos: informativos (revistas e jornais) / Científicos.
b) Linguagem oral: socializar o resultado das leituras, pesquisas e entrevistas.
c) Linguagem escrita: produzir textos sobre o tema trabalhado / Elaborar questionários para entrevistas, relatórios / Reescrever e resumir textos.

Educação Religiosa

– Reconhecer que Deus é o único Criador e Mantenedor do Universo.
– Compreender que nenhum ser criado poderá ser igual a Deus.
– Reconhecer que toda sabedoria e inteligência que o ser humano possui, capaz de fazer coisas incríveis, é dada por Deus.

4. Etapas

– Lançamento do projeto.
– Envio da síntese do projeto aos pais.
– Coleta dos materiais que serão utilizados para subsidiar o estudo, envolvendo os pais e as crianças.
– Execução das atividades.
– Avaliação do projeto.

5. Materiais curriculares e de apoio

– Textos informativos e científicos (jornais, revistas e enciclopédias) / Sucatas, pilhas, fios / Objetos antigos e atuais.

6. Avaliação

Os alunos serão avaliados no decorrer do projeto a partir dos trabalhos desenvolvidos tais como: pesquisas, invenções, debates, entrevistas, atividades escritas, etc., como também o interesse e a participação.

7. Culminância

Exposição dos materiais que representam as técnicas utilizadas no passado e a tecnologia moderna.

 

Imagem: Julien Eichinger / Fotolia